Archive for maio, 2011

A Importância das Campanhas Internas

Por Vitor Selli

A importância de instituir um ambiente de parceria entre organização e funcionário é essencial e hoje existem várias ferramentas para estender esse contato. As campanhas internas são utilizadas tanto para envolver, engajar em novos processos, em mudanças de hábitos. Quando bem executadas e acompanhadas dentro da organização, resultam na melhoria do ambiente de trabalhado e até mesmo na qualidade de vida e na produtividade dos funcionários. Com isto, vimos que a comunicação interna acaba sendo um investimento para a organização por causar um retorno na imagem e nas condições de trabalho.

Cada empresa é uma ilha que se conecta com públicos estratégicos e está imersa em uma cultura e a abordagem dos empregados deve ser diferente em cada situação para gerar bons resultados. Por isso, é importante que a comunicação interna saiba lidar com essas peculiaridades.

Confira no case da EDS, empresa de terceirização de serviços de TI, como uma campanha interna conseguiu trazer, a partir de ideias criativas, benefícios mútuos, tanto para a organização quanto aos funcionários.

EDS amplia campanha interna em busca de ideias inovadoras

Depois de realizar o Programa Inovação (Innovation Wave), a EDS Brasil amplia a iniciativa do projeto original. Agora, ele vai abranger todos os clientes da empresa. O principal objetivo é identificar ideias que possam gerar resultados.

“O programa, que está mudando a cultura da EDS pelo estímulo à criatividade, premiou sete ideias de um total de 140 sugestões de melhorias relativas ao trabalho com três grandes contas da empresa. Desse total, 15 foram implementadas e outras 15 estão em desenvolvimento”, diz Solange Carvalho, diretora de negócios da EDS e responsável pela gestão do Innovation Wave.

Ela informa que só em uma das ideias encaminhadas por um funcionário o cliente teve um ganho de aproximadamente R$ 500.000. “A campanha trouxe um retorno de 1.400% do total investido”, revela a executiva.

A campanha deste ano adotou o slogan “Entre nesta onda você também”. Como parte do processo, foram nomeados administradores de ideias, que funcionam como pontos focais nas diferentes áreas, trabalhando em sintonia com os executivos responsáveis pelas contas e o cliente.

Além disso, os funcionários dispõem de um portal como ferramenta específica para captar sugestões, oferecer diretrizes e conduzir as ideias para avaliação. A EDS premiará as três melhores ideias por trimestre e a melhor do ano, abrangendo desde o desenvolvimento de novos serviços até mudanças e otimização de processos.

O Innovation Wave começou com um programa de treinamento envolvendo campanha de endomarketing motivacional e diversos workshops com os clientes para a disseminação de conhecimentos tecnológicos, tendências e aplicações.

Tornou-se mais abrangente atingindo toda a América Latina para consolidar o movimento de transformação em busca de pró-atividade e criatividade.

Anúncios

23/05/2011 at 18:23 Deixe um comentário

As mídias sociais como aliadas da Comunicação Interna

Por Thaise Fernandes

O crescimento da internet e das mídias sociais não é mais novidade para ninguém, pois estão, cada vez mais, presentes no nosso cotidiano. São criados inúmeros serviços para potencializar o poder de “distribuição da internet”.

As organizações preocupadas com o relacionamento com o cliente já enxergaram a importância da utilização das mídias sociais com seu público externo. Mas como usar essa facilidade no fluxo da comunicação com seu público interno?

Primeiro é preciso entender que o público interno é tão importante quanto o externo, pois pode falar sobre a empresa de maneira positiva ou negativa, afinal eles conhecem e participam do dia a dia da organização.

O facebook, o twitter, o blog, o Orkut, o linkedIn… (a lista é bastante extensa) Podem ser usados como atrativos na organização, criando páginas específicas, dedicadas aos colaboradores, que permitam a troca de conhecimento. Comunidades sobre a empresa devem ser feitas para que os funcionários possam expressar sua opinião sobre o lugar em que trabalham, além de dar espaço para discussões, de maneira descontraída. Para manter o interesse do colaborador na rotina da empresa e de seus colegas o twitter pode ser utilizado, com suas mensagens curtas é possível divulgar campanhas e assuntos pertinentes a organização. E por que não usar o linkedIn para saber mais da carreira profissional de quem convivi, diariamente, com você?

Por meio das mídias sociais é possível que o funcionário seja o primeiro a saber de qualquer notícia relacionada à organização em que trabalha e o ideal é que seja o primeiro a receber uma resposta diante de qualquer adversidade, dessa maneira o funcionário também estará preparado para esclarecer qualquer questionamento.

As mídias sociais têm tudo para facilitar a comunicação dentro de uma empresa, devido seu dinamismo, mas é preciso enxergar além do óbvio para que os colaboradores realmente queiram acessar os canais que a empresa criar. Pensando nisso, por que não abordar assuntos internos de maneira totalmente interativa, onde os colaboradores participam de maneira analógica, encostando o dedo na tela para saber os próximos acontecimentos da empresa ou até mesmo um pouco mais sobre a sua cultura e os seus princípios organizacionais. O vídeo é uma campanha nonsense de Skittles, mas é só para ter uma ideia do que seria.

Ou ainda fazer uma caixa de sugestões com os comentários do twitter, de maneira que todos possam ver e acompanhar as ações da empresa para atender as necessidades de seus colaboradores.

São muitas as maneiras de inovar na comunicação interna para atrair os seus colaboradores e fazer com que eles realmente vistam a camisa da organização e se sintam parte dela, mas é preciso estar atento aos detalhes no momento da criação de qualquer veículo, já que ela deve ser realizada por profissionais experientes e com boa base conceitual, para que seja transmitido um discurso único, sem causar qualquer falha no fluxo de comunicação.

11/05/2011 at 14:33 2 comentários

Você sabe o que é Storytelling?

por Gabriela Bacarin

História extraordinária, protagonista e antagonista, um conflito, sequencia de eventos com começo, meio e fim, passando por pelo menos um clímax. Essa estrutura narrativa é utilizada há muitos anos, desde quando nossos ancestrais se reuniam para contar suas aventuras em suas caçadas. Com essa forma de narrativa, eles conseguiam entreter a tribo e também “viralizar” e perpetuar suas histórias, que carregavam com elas muito conhecimento e sabedoria. Podemos não perceber, mas guardamos uma informação com maior facilidade se esta está formada nessa estrutura de narrativa. E uma das grandes sacadas é incluir emoção aos elementos técnicos dentro de um contexto.

Storytelling pode ser entendido, resumidamente, como a arte de contar histórias. Neste caso, dentro do contexto das Relações Públicas e Comunicação Interna, é importante entendermos como uma poderosa ferramenta para compartilhar conhecimento. Muitas empresas se veem com dificuldades para atingir seus funcionários e de como fazê-los entender toda a cultura e a história da empresa, junto com seus princípios e valores e implementá-los no dia a dia dos mesmos. Há uma grande dificuldade em como fazer com que eles conheçam e entendam mais sobre a empresa como um todo, sua cultura organizacional e atitudes.

O Storytelling pode ser utilizado de forma estratégica dentro das empresas. Basta organizar os fatos da empresa dentro de uma estrutura de história. Se sua marca tem muita história para contar, essa atividade será incrivelmente eficaz entre seus funcionários. É uma maneira fácil, simples e divertida de envolver os funcionários em torno da historia e cultura da empresa, uma maneira descontraída de conhecer os valores, princípios, historia do local de trabalho. Além disso, é uma forma de reforçar a cultura organizacional, fazendo com que todos conheçam um pouco mais sobre a empresa.

Esse tipo de atividade pode ser feita na intranet da organização, por e-mail, por cartas e bilhetes e até mesmo em uma roda de amigos. O importante é que a história seja contata com emoção, que os funcionários se divirtam e que conheçam mais sobre a empresa onde trabalham, que conheçam a sua cultura. Reúna seus funcionários, incentive-os a contar a sua história.

O Storytelling também pode ajudar em campanhas que envolvam vários tipos de mídia. É o que chamamos de Transmídia Storytelling: contar uma história por meio de diferentes mídias, levando em consideração que cada uma delas exige uma narrativa específica para cada público, os quais são diferentes. A comunicação de marcas pode utilizar essa técnica como uma ferramenta estratégica para fazer um “link” contextual mais elaborado e potencialmente mais engajado entre as diferentes mídias de uma campanha.

A Johnnie Walker, marca de whisky escocês,  criou um vídeo institucional contando toda a trajetória da marca, como foi criada, os obstáculos que enfrentou e como chegou ao grande reconhecimento do mercado de whisky. É importante destacar a identificação do vídeo com a identidade da marca, como, por exemplo, o personagem narrando a história o tempo todo andando do vídeo (keek walking) e passando por ícones que simbolizam momentos importantes para a marca. Confira o vídeo:

De uma forma simples, fácil e divertida seus funcionários podem conhecer mais a sua marca e contar a história dela para outras pessoas. Histórias, quando bem contadas, envolvem as pessoas dentro de um novo universo. Reúna seus funcionários, conte sua história ou faça com que eles mesmos contem, o importante é que consigam traduzir os valores, cultura e princípios da marca de uma maneira marcante e inteligente.

03/05/2011 at 20:24 Deixe um comentário


Tópicos recentes